Arquivo para setembro 2009

Dia do Amigo

25 de setembro de 2009

Ontem foi o dia do Amigo, e eu pude retribuir através de recados pela internet toda a minha gratidão àqueles que me acompanham mais de perto, pois não tinha como escrever para todos! Me senti tão bem em poder honrar essas pessoas que tem sido bênção, pessoas colocadas por Deus na minha vida, companheiros de batalha, e que me amam, mesmo conhecendo todas as minhas fraquezas e imperfeições me amam.
Hoje, o meu coração foi tão acariciado pelas demontrações de carinho que recebi de volta! Ah, como é gostoso, poder ver que as pessoas que estão do meu lado são gente realmente separada por Deus.
Gostaria de aproveitar,já que estou teclando, e registrar aqui o que aconteceu no Domingo de manhã na escola dominical: Quando fui chamado para ministrar o louvor, pedia a todo momento que o Espírito Santo fluísse através daquelas canções que eu iria ministrar. Na última música “Me derramar”, foi tão interessante como a presença do Senhor me invadiu, e o Espírito de Deus me levou a me derramar literalmente, me esvaziando, me despindo de todas as máscaras diante dEle e da igreja, enquanto os irmãos faziam o mesmo. Chorei em arrependimento por ser tão miserável pecador, e quando abri os meus olhos, pude sentir uma leveza de espírito tão grande algo que dificulmente tenho sentido ali na igreja em face dos problemas os quais temos enfrentado. Saí dali com o coração grato a Deus pelo que Ele tinha feito aquela manhã.

Até a próxima!

Postado em 21/07/2009

Anúncios

Shadowfeet

25 de setembro de 2009

Nos últimos dias tenho tido uma experiência nova. O Senhor tem ministrado muito ao meu coração em um novo estilo musical: o Lounge!
Uma música que me acompanhou durante esta semana, foi “Shadowfeet” da cantora Brooke Fraser, e eu gostaria de compartilhar o clipe desta música. Espero que você seja abençoado (a)!
(A tradução está embaixo do vídeo)

“Shadowfeet”
Andando com dificuldade
Sobre estas pegadas
Rumo ao lar, um lugar que nunca vi.
Estou mudando
Cada vez durmo menos e menos.
Estou diferente de quando comecei
E tenho sentido com o passar do tempo
Que o dia se aproxima velozmente.
Se a terra sumir de debaixo de mim
Estarei firme em ti, pois tu permaneces.
Quando os céus se enrolarem, e os montes se curvarem
Quando o tempo e o espaço passarem,
Estarei firme em ti.
Zunidos na minha cabeça procuram distrair-me,
Dizendo que é mais fácil ficar nas sombras
Mas ouço sussurros da verdadeira realidade
Sussurros de um caminho bem iluminado
Tu fazes novas todas as coisas.
Se a terra sumir de debaixo de mim
Estarei firme em ti, pois tu permaneces.
Todos os temores e acusações ficarão sob os meus pés
Quando o tempo e o espaço passarem,
Estarei firme em ti.
Postado em 24/05/2009

Aniversário!

25 de setembro de 2009

C%C3%B3pia+(2)+de+109_0542

Oi pessoal,

 

Apesar de já ser madrugada de 07 de Maio, gostaria de registrar aki hoje (na verdade ontem), é o meu aniversário. 17 anos de bênçãos!!! Espero amanhã (na verdade hoje, só que mais tarde, depois que eu acordar) poder compartilhar tudo o que foi ministrado da parte de Deus para a minha vida nesse dia tão especial.
Postado em 07/05/2009

Pra você, amiga!

25 de setembro de 2009

OgAAAAWADD5PHOglBecVt8XlU7MdsTfeEfXk-CX5oqZC-6jmD35qBMTK489fg1V46ITxcmZrQ_B-Tbxa42_SbZPMuyoAm1T1UPliAZNv0EGHTiDifs5RJVLng1WhOgAAACxq8FpSNDdfCrchuIUn8CqWrnkpnq9UacgMcajb785xqfCCxBVEx2NnV0618dSzH8MfMpKaohqboAxc9EAMA_YAm1T1UCD0PlsmGX71Rv0tpSSUxwJektOQOgAAAInu0q70qRrGRVdh7xBtV0lq358kvhhQsrAbKfoGFp0hXrK9z-42nzs94deVSJ3F8tYzB5Pj2qK0N5LBWVSKq74Am1T1UIP7YjP6tIEKgWO5bzEPXXVOL-iHChegamos ao bairro, o ônibus cheio dos irmãos da Igreja demorava a se esvaziar, pois as senhoras tinham dificuldades para descerem as escadas. Finalmente, consegui sair do ônibus, e agora, meu coração se apertava mais do que já estava em todo o caminho. Eu ansiava ver logo a minha amiga. Passamos por muitas pessoas na frente da casa; o clima ali não era diferente do que se encontra em outros velórios. Depois de entrar, caminhei pela longa garagem onde muitas outras pessoas estavam sentadas a olharem aquele grupo de pessoas (entre as quais estava eu) que entravam juntas como se estivessem entrando em suas próprias casas. Comigo não foi diferente, entrei pisando firme, sabia bem o meu foco, aonde eu queria chegar. APENAS NA MINHA AMIGA! Como alguém perdido em uma multidão era eu a procurar a minha amiga. Na cozinha da casa encontrei o seu irmão, ele parecia forte; me aproximei dele, e ele esperava um aperto de mão, mas lhe dei um abraço enquanto ele dizia com um certo cansasso (afinal naquela situação desde ontem) “-É difícil ter que suportar isso! Agora somos eu, minha mãe e minha irmã”. Aquilo foi de me cortar o coração. Me imaginei no lugar dele, e então uma grande agonia me tomou. Enquanto os outros queriam falar com ele, me afastei aos poucos.

Continuei a procurar pela casa por minha amiga, em uma das salas, estava a Tia Dora, também muito cansada, porém demonstrando força falava ao celular com algum parente. Passei pela segunda vez pelo caixão que estava lacrado, mas não quis olhar para dentro dele sem antes encontrar a minha amiga que estava dentro do quarto da mãe sentada na beira da cama. Embora houvessem outras pessoas ali, ela estava sentada sozinha. Entramos eu e o Vinícius, me sentei de um lado, e ele do outro. Enquanto eu a abraçava, ele ia dizendo palavras de conforto e encorajamento a ela. Eu, sem fôlego e com o coração muuuito apertado, falava apenas quando necessário, e mesmo assim, frases bastante curtas. Eu queria apenas que ela soubesse que eu estava ali com ela. As pessoas entravam, falavam com ela e saíam, mas eu ela e Vinícius permanecemos ali. Ela se confortava no amor e na fidelidade do nosso Deus, e conseguia se lembrar e contar de coisas que viveu junto de seu pai. Seus conselhos, seu carinho, seu cuidado, seu amor, sua provisão, sua força e coragem no trabalho. A gente que estava de fora, sempre pôde perceber como nela havia um carinho, respeito e adimiração muito grande pelo seu pai. Agora aquele coração em cacos, quebrado não sabia por onde recomeçar, e agora, abalada, como poderia começar a recontruir com a mãe e o irmão o que sobrou de toda esta desestruturação que causou a morte do seu pai. Ah, como me cortava o coração ver ela contar as suas lembranças do pai sempre tão trabalhador, companheiro de seu irmão. Seu refúgio…
Foi assim, chorando com a minha amiga no momento da sua dor, que me chamaram; o ônibus no qual estávamos de carona já ia embora, eu não queria ir, mas era preciso. Dei-lhe mais um abraço, e disse que precisava ir, nessa hora, o rosto da minha amiga fez um expressão de choro que não aguentei ver; e aos pouco, enquanto outras pessoas foram falar com ela, que eu saí dali.
Sherle, amiga: Te amo muuuito. Compartilhe comigo nesta hora um pouco do seu sofrer. Que o Senhor te restaure, e encaixe todas as coisas no seu devido lugar ao Seu tempo.
Publicado em 29/04/2009

Culto com a Mocidade

25 de setembro de 2009

Queridos,
Compartilho com vocês aquilo que Deus fez hoje no culto da Mocidade da nossa Igreja (UMP).
Apesar de termos um feriado nesta terça-feira, tive uma semana cheia, pois no meu trabalho houve promoção ontem e hoje; e como é de se esperar, nesses dias ficamos até um pouco mais tarde. Esses dois dias me deixaram muito cansado!
Desde o início da semana, coloquei em meu coração de que não faltaria no trabalho de louvor da Mocidade hoje. Confesso pra vocês, que por um momento quase desisti de ir até à Igreja; -Talvez ficar em casa, acessando a internet fosse melhor, te daria um pouco mais de descanso, era o que o meu corpo dizia, e satanás reforçava. Mesmo assim, coloquei em mim o propósito de ir hoje à Igreja. Cheguei exausto do trabalho hoje, mas mesmo assim, tomei um banho, busquei vigor aonde já não tinha, e fui.
Chegando à Igreja, me senti tão aconchegado! Uma Paz tremenda me invadiu. E quando o Louvor (que hoje foi dirigido por Lázaro e Andréia) começou a tocar “Jesus Cristo Mudou meu Viver” me deliciei cantando. A Igreja estava bem vazia, a maioria dos que estavam ali eram os jovens mesmo, mas ao cantarmos, parecia que haviam muitas pessoas cantando. Foi tão Lindo!
Outra coisa que o Senhor trouxe como bálsamo ao meu coração, foi a presença de três casais em especial. Um que já fez parte da nossa Igreja, e hoje frequenta uma outra denominação, e outros dois, que perderam o compromisso com a obra de Deus (Esse é um assunto muito íntimo para tratar aqui no Blog).
Ali a cada louvor, no compartilhar da palavra com a irmã Iara, e depois, no momento do lanche, pude desfrutar um pouco da presença de Deus, e da comunhão com os meus amados irmãos.

Postado em 25/04/2009

Saudades!

25 de setembro de 2009

Bem, tenho que atualizar o Blog, contando como foi o Congresso Jovem de Louvor e Adoração. Mas tudo isso pode esperar um pouquinho. Se Deus quiser, no decorrer da próxima semana, poderei estar aqui compartilhando as bênçãos. O assunto que tenho hoje, para mim é mais urgente!
Já não sei quanto tempo faz que meu coração anda tão inquieto. Falta de fé; talvez… Tantas coisas, desgastes, obrigações, compromissos, tudo isso trouxe cansasso ao meu coração, deixando-o cada vez mais apertado. Minha vida, tão sem direção! No começo desta semana (e ainda pulsa muito forte em meu coração), veio a vontade de compor; uma melodia triste, com uma letra que falasse sobre o meu chamado. eu me lembro da circunstância em que eu encontrei um ex-colega de classe, que hoje está cursando uma faculdade. Na sala, ele era tão desligado dos estudos! Meu Deus, e eu, aquele menino que um dia queria cursar medicina! Renunciei tudo! Tudo por causa de um chamado na minha vida. Mas… cade? Onde está Aquele que me chamou? Aquele que me pediu pra renunciar por amor à Ele? Me vejo num trabalho, cada vez mais seduzido por coisas deste mundo, nas quais não há pecado algum: construir uma vida, casa, estabilidade financeira, crescer profissionalmente. Mas eu sei que Deus não me chamou para isso. Mas então, onde está o chamado desse Deus? Onde Ele está? Tenho passado por momentos tão difíceis, nos quais eu preciso me render à vontade de um Deus que não vejo, e que agora, dificilmente sinto. Me lembro de como era o meu romance com o meu amado, logo quando tudo começou! Ele me carregava no colo… Mas agora… agora, me sinto como uma alguém desonrado, caído ao chão, cheio de feridas, em estado de loucura. Tudo o que eu sinto, é frio…

Hoje à tarde, no trabalho, a música “Preciso de ti”, e o seu cântico espontâneo começaram a fluir de meus lábios. Cheguei em casa, e coloquei o DVD. Agora, ouço o DVD de 10 anos do Diante do Trono. Comecei a me lembrar de algumas das promessas do Senhor, sabe, “trazer à memória aquilo que me dá Esperança”. E algo que pulsa agora bem forte no meu coração bem forte, é: “Tenho saudades, saudades de Ti,
Minha vontade é voltar atrás onde caí…”
Não me lembro bem que dia foi, mas a palvara de João à Igreja de Éfeso, veio à minha mente esta semana. “Lembra-te pois de onde caístes, arrepende-te, e volta“. É disso que eu presiso: voltar. A minha alma anseia, tem saudades do meu Deus, do meu Amado, das suas asas, dos seus braços, do seu amor.
Senhor! Leva-me de volta… É ao teu encontro que eu preciso ir nesta hora. O meu coração cansado, sente saudades, sede da tua presença. Sacia a minha sede, lava o meu interior, flua em mim, como um manancial, restaura o meu ser para o teu louvor. Tenho Saudades de ti Papai! Leva-me de Volta àquele lugar de intimidade e comunhão contigo, porque te amo! Amém!
 
 
Publicado em 17/04/2009

Meu Perfil em Vídeo

25 de setembro de 2009

Oi Pessoal!
Fiz o meu perfil em vídeo, e ficou muito legal!
A música foi gravada na Worship Fest II, na nossa Igreja no ano passado. O nome dela é “Em Ti sou Livre”. O CD Liberdade em breve (maio) será lançado. A letra da música na íntegra está no Vagalume.
Espero que gostem das fotos!
Deus abençoe, Abraços!

Postado em 04/04/2009